A lectio divina ou leitura orante é um método de oração das Sagradas Escrituras feito em quatro passos: a leitura, a meditação, a oração e a contemplação. Alguns dizem que existiria um quinto passo, a ação, mas podemos considerar apenas quatro, visto que a ação é consequência de toda oração bem feita.

A leitura meditada, diferentemente da lectio divina, pode ser feita com algum livro espiritual; é uma leitura em que ‘dividimos’ o texto em pontos para nos aprofundar. Pode ser uma leitura longa ou curta, a depender de como favorecer a meditação.

Um livro espiritual é aquele que nos coloca em contato com Nosso Senhor Jesus Cristo. Uma forma de acertar na escolha do livro é buscar livros de santos – pois são mais confiáveis – ou que tenham aprovação episcopal ou da Santa Sé. Um livro que tem aprovação significa que está de acordo com os artigos da fé e da moral católicas.

Tanto uma quanto a outra são importantes, mas a leitura meditada é muito indicada para quem está iniciando a vida de oração, para quem está com dificuldades para rezar… mesmo quem já tem uma vida de oração há um bom tempo pode encontrar dificuldades para rezar sem um livro a mão, inclusive os santos, como, por exemplo, Santa Teresa D’Ávila e Santa Teresinha do Menino Jesus. Isso nos leva a crer que é um método de oração muito frutuoso!

A lectio divina é um método de oração que exige um pouco mais do leitor do que a leitura meditada, pois as Sagradas Escrituras são muito mais complexas do que um livro espiritual, no qual o autor nos propicia uma leitura mais “mastigada”. Porém, não é um obstáculo intransponível, e várias coisas podem nos ajudar: os livros espirituais, o auxílio de um diretor espiritual, o estudo das Sagradas Escrituras, o estudo do catecismo – que esclarece nossa fé.

A respeito de ambos métodos de oração, é recomendado iniciar fazendo pelo menos quinze minutos de oração, e depois aumenta-se esse período, pois até mesmo para rezar é necessário treino para nos aperfeiçoar. É possível e faz muito bem usar os dois paralelamente.

Quer saber mais?

Deixe seu comentário